O transporte de cargas perigosas no Brasil é regulado pela ANTT – Agência Nacional Transportes Terrestres. Estão em vigor a Resolução 5232 e suas alterações e a Resolução 5.848, essa última publicada em 25 de julho de 2019.
O produto perigoso deve ser transportado com todas as especificações exigidas pela ANTT, tais como: Ficha de Emergência (opcional), sinalização do caminhão, curso MOPP (Movimentação Operacional de Produtos Perigosos) do motorista, inclusão dos dados necessários na NF que acompanha a carga entre outros.

O transporte de carga perigosa, está sujeito a vários riscos como

  • Estado da via;
  • Condições atmosféricas;
  • Estado do veículo;
  • Experiência do condutor;
  • Fogo ou explosão

De forma a evitar estes incidentes, devemos nos concentrar nas medidas de precaução que diminuam os riscos. Os riscos dependem tanto das fontes de perigo como dos mecanismos de controle, assim sendo, quanto maiores e melhores forem os mecanismos de controlo aplicados sobre uma fonte de perigo, menor será a intensidade do risco.

Se sua empresa precisa de ajuda para atender a legislação vigente relativa ao transporte , entre em contato.